17 outubro 2006

Divagações: Desapego


Quero abrir mão de mim
Quero abrir mão do meu desejo
Simplesmente colher as flores que encontrar no caminho
Simplesmente sorrir para os olhos que me olham sozinho
A vida não pode ser levada a sério
A vida não pode ser vivida
Não passe pela vida...
deixe que ela passe por você
...apenas exista
...apenas resista
...as penas

4 comentários:

Anônimo disse...

abrir mão dos desejos e não ficar a mercê deles.
dosmestique-os se não for capaz...

Anônimo disse...

uh... to sentindo um cheiro de psicologuês...

Marília disse...

Apenas senti-la ?
Seria como desistir...

Anônimo disse...

“I say Live, Live because of the sun,
the dream, the excitable gift.”
A. Sexton